Rondônia, 18 de janeiro de 2017

NOTÍCIAS

10/01/2017 07:13

Buritis

Condenado por Sergio Moro, traficantes internacionais estão no presídio de Buritis

Os traficantes cumprem pena no presídio Jonas Ferreti de Buritis

Condenado por Sergio Moro, traficantes internacionais se encontra no presídio de Buritis

Encontra-se preso no Centro de Ressocialização Jonas Ferreti (Presídio de Buritis), um dos maiores traficantes de drogas do país, o mesmo foi preso em 2014 pela policia federal na cidade de Londrina do estado do Paraná em um condomínio de luxo, condenado por Sergio Moro, Juiz da 13º Vara Federal de Curitiba/PR sendo acusado de ser o chefe de uma das maiores quadrilhas de trafico internacional de drogas.

(Trata-se de Edvaldo Muniz da Silva 43 anos, conhecido também como pecuarista) que chefiava a organização criminosa com ramificações em 06 estados, o outro traficante também preso e condenado pelo Juiz Sergio Moro pelos mesmos crimes é Joacir Bambil, que também se encontra preso no presídio Jonas Ferreti de Buritis.

Na época a Policia Federal com o apoio da Receita Federal, deflagrou a operação Denarius de combate ao tráfico internacional de drogas. A ação desarticulou a organização que tinha como base em Umuarama/PR, onde adquiria cocaína no Peru e Bolívia e a enviava para o Brasil e posteriormente a Europa. O suposto chefe da quadrilha (Edvaldo Muniz da Silva) foi preso em Londrina, Norte do Paraná, em condomínio de luxo.


A operação ocorreu em seis estados, sendo: Paraná, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Minas Gerais, Rondônia e São Paulo. Mais de 180 Policiais Federais e 10 Auditores da Receita Federal cumpriram 13 mandados de prisão, 16 mandados de condução coercitiva e 39 de busca e apreensão. Também foram bloqueados bens avaliados em R$ 60 milhões, entre fazendas, casas e até prédios comerciais.

As cidades onde os mandados foram cumpridos são: Londrina (PR), Umuarama (PR), Altônia (PR), Cruzeiro do Oeste (PR), Maria Helena (PR), Amambaí (MS), Porto Murtinho (MS), Aral Moreira (MS), São Paulo, Itaúba (MT), Nova Santa Helena (MT), Colíder (MT), Nova Canaã do Norte (MT), Alta Floresta (MT), Ariquemes (RO) e Rio Acima (MG).

As investigações começaram em fevereiro de aquele ano quando uma pecuarista de Umuarama, no noroeste do Paraná, foi identificada ao receber um grande carregamento de cocaína. A droga chegava camuflada em cargas de madeira de casas pré-fabricadas. Entre os crimes cometidos pela quadrilha estão narcotráfico e lavagem de dinheiro. A Operação foi batizada de “Denarius”, que significa dinheiro em latim.


Fonte:Buritis Agora





Comentários

O comentário não representa a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.


Clique aqui e deixe seu comentário direto na página