Publicidade
Publicidade

31/12/2021 09:38h - Estados Unidos - Mundo

Joe Biden diz que EUA e aliados responderão fortemente se a Rússia "invadir a Ucrânia"

"O presidente Biden exortou a Rússia a diminuir as tensões com a Ucrânia", diz o comunicado - Foto: Reprodução/Divulgação

Joe Biden diz que EUA e aliados responderão fortemente se a Rússia "invadir a Ucrânia"
Publicidade
Publicidade
O presidente dos EUA, Joe Biden, em uma ligação com o líder russo Vladimir Putin, disse que Washington e seus aliados estão prontos para responder fortemente se a Rússia "invadir a Ucrânia", disse a secretária de imprensa da Casa Branca, Jen Psaki, em comunicado na quinta-feira (30). "O presidente Biden exortou a Rússia a diminuir as tensões com a Ucrânia", diz o comunicado. "Ele deixou claro que os Estados Unidos e seus aliados e parceiros responderão de forma decisiva se a Rússia invadir ainda mais a Ucrânia", infotma a TASS. Foi a segunda vez neste mês que os presidentes conversaram. A conversa anterior ocorreu por link de vídeo no dia 7 de dezembro, com tópicos como Ucrânia, relações bilaterais, segurança cibernética e acordo nuclear do Irã. As últimas negociações foram solicitadas por Putin. O objetivo é continuar as discussões iniciadas durante as negociações anteriores e debater sobre as negociações programadas para janeiro, disse o porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov. Ultimamente, houve uma enxurrada de declarações no Ocidente e em Kiev de que a Rússia poderia invadir a Ucrânia. O porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, disse que era uma escalada infundada e que a Rússia não ameaça ninguém. Ao mesmo tempo, ele não descartou provocações para corroborar essas declarações ocidentais e alertou que o uso da força para resolver a crise no sudeste da Ucrânia terá graves consequências.

Fonte: Brasil 247

Notícias relacionadas

Publicidade