Publicidade
Publicidade

13/01/2022 08:35h - Estados Unidos - Mundo

EUA impõem sanções a norte-coreanos e russos após testes de mísseis

Medidas foram adotadas nessa quarta-feira - KCNA/Divulgação.

EUA impõem sanções a norte-coreanos e russos após testes de mísseis
Publicidade
Publicidade
Os Estados Unidos (EUA) aplicaram, nessa quarta-feira (12), sanções a seis norte-coreanos, um russo e uma empresa russa que seriam responsáveis ​​pela aquisição de mercadorias da Rússia e China para programas de armas da Coreia do Norte. A medida foi adotada após uma série de lançamentos de mísseis norte-coreanos, dois nas duas últimas semanas. O Tesouro dos EUA disse que as medidas têm como objetivo evitar o avanço dos programas de armas da Coreia do Norte e impedir tentativas de proliferação dessa tecnologia. As sanções foram as primeiras impostas pelo governo norte-americano que visam especificamente a programas de armas norte-coreanos. O presidente Joe Biden tentou, sem sucesso, dialogar com Pyongyang para convencê-la a desistir de bombas nucleares e mísseis. O porta-voz do Departamento de Estado norte-americano, Ned Price, afirmou que os EUA continuam comprometidos em buscar a diplomacia com a Coreia do Norte. "O que vimos nos últimos dias apenas reforça nossa crença de que, se quisermos progredir, precisaremos nos engajar nesse diálogo", observou Price em entrevista. O Departamento do Tesouro disse ainda que as sanções ocorreram após seis lançamentos de mísseis balísticos norte-coreanos desde setembro, violando as resoluções do Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas. Segundo o subsecretário do Tesouro para Terrorismo e Inteligência Financeira, Brian Nelson, as medidas visam a conter o "uso contínuo de representantes no exterior pela Coreia do Norte, para adquirir ilegalmente mercadorias para armas". Por David Brunnstrom e Chris Gallagher

Fonte: Reuters

Notícias relacionadas

Publicidade