Publicidade
Publicidade

19/01/2022 07:08h - República Tcheca - Mundo

Cantora tcheca morre após contrair Covid-19 propositalmente

Hana Horka, da banda Asonance, tinha 57 anos, era contra a vacinação e acreditava na imunidade natural contra a doença - Reprodução/Facebook.

Hana Horka, cantora do grupo tcheco Asonance — que se opõe às vacinas contra a Covid-19 — morreu no domingo (16), aos 57 anos, após contrair propositalmente o vírus para obter seu passaporte de vacinação, anunciou a família. Questionado na última segunda-feira (17) na rádio pública iRozhlas.cz, o filho da cantora, Jan Rek, explicou que a mãe se recusou a ser vacinada e se expôs voluntariamente à doença que ele e o pai, ambos vacinados, contraíram antes do Natal. "Ela decidiu morar conosco normalmente e preferiu contrair a doença a ser vacinada", disse Rek. Dois dias antes de sua morte, Hana Horka escreveu nas redes sociais: "Eu sobrevivi. Então agora haverá um teatro, uma sauna, um concerto, uma sauna e uma viagem urgente ao mar". Na República Tcheca, a comprovação de vacina ou recuperação recente do coronavírus é exigida em todos os espaços culturais e esportivos, bem como em bares e restaurantes. Rek acusou figuras antivacinas locais de ter convencido sua mãe a não ser vacinada e, portanto, ter "sangue nas mãos". "Sei exatamente quem formou sua opinião... Me entristece que ela acreditasse mais em estrangeiros do que em sua própria família. Não era apenas desinformação total, mas também opiniões sobre imunidade natural e anticorpos criados ao contrair a doença", lamentou o filho da cantora. A República Tcheca enfrenta atualmente uma nova onda de infecções, com mais de 20 mil novos casos positivos detectados na segunda-feira.
Publicidade

Fonte: AFP

Publicidade

Notícias relacionadas

Publicidade